Arabia Saudita

POPULAÇÃO

31.386.000 (2015)

PIB

1.081 Milhares de milhões €

IVA

0%

FORMA DE GOVERNO

Monarquia absolutista, onde o rei tem poder absoluto

MOEDA

Riyal (SAR)

Capital

Riyadh

FUSO HORÁRIO

UTC +3

IPC

2,2 % (2015)

INDICADORES MACROECONÓMICOS

  • Ano
  • 2014
  • 2015
  • P.I.B.
  • 1.059 Milhares de milhões €
  • 1.081 Milhares de milhões €
  • DÍVIDA PÚBLICA (%PIB)
  • 97,67
  • 98,95
  • PIB PER CAPITA
  • 22.253,20 €
  • 23.058,78 €
  • DÍVIDA
  • 1.033,97  Milhares de milhões €
  • 1.069,56  Milhares de milhões €
  • EXPORTAÇÕES
  • 28,67 % sobre PIB
    344.513,28 Milhões €
  • 35,44 % sobre PIB
    383.036,04 Milhões €
  • IMPORTAÇÕES
  • 23,01,41 % sobre PIB
    317.545,42 Milhões €
  • 28,99 % sobre PIB
    313.387,03 Milhões €
  • I.P.C. GERAL (%)
  • 2,2
  • 2,7

DESALFANDEGAMENTO

  • Tipo de despacho
  • Valor da mercadoria*
  • Informal
  • De 0 USD até 3.699 USD
  • Formal
  • A partir de 3.699 USD

*Válido para produtos gerais

TARIFAS

A Arábia Saudita concede pelo menos o tratamento NMF (“nação mais favorecida”) a todos os países e territórios com os quais negocia.

 

Na Arábia Saudita aplica-se a Tarifa Externa Comum do CCG e, em virtude do princípio do porto único de entrada, os produtos importados para a Arábia Saudita (ou qualquer outro Estado do CCG) e destinados a outro mercado do CCG estão sujeitos apenas a direitos aduaneiros no primeiro ponto de entrada no CCG.

 

Como tarifa geral, 79,8% dos itens estão sujeitos a uma taxa de 5% CIF, dos quais 11% são livres de impostos.

 

Existem também algumas isenções de tarifas sob a Lei Comum da Indústria do CCG. Com base nisso, a Arábia Saudita concede isenções de tarifas às importações, por parte de investidores nacionais e estrangeiros, de matérias-primas, máquinas, equipamentos e substâncias semiacabadas necessárias à produção industrial. Os investidores do setor de mineiro estão isentos de impostos alfandegários, independentemente da sua nacionalidade. As autoridades indicam que nenhum sistema de restituição de tarifas está em vigor na Arábia Saudita.

ACORDOS ECONÓMICOS BILATERAIS

  • Existe um Acordo Geral de Cooperação em muitas áreas da economia, comércio e investimentos.
  • A Arábia Saudita pertence ao Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) desde 1989.
  • Em 2005, as condições necessárias foram atendidas para que o CCG se beneficiasse do Sistema de Preferências Generalizadas da UE, conseguindo assim um Acordo de Livre Comércio.
  • No futuro, espera-se que a ALC elimine alguns limites sobre o investimento estrangeiro e restrições no setor terciário.

PRINCIPAIS SETORES ECONÓMICOS

Setor primário

 

A Arábia Saudita tem as maiores reservas de petróleo do mundo e é também o maior produtor e exportador de petróleo do mundo. As exportações de petróleo representam 85% do total das receitas de exportação do país e, em 2017, representaram 86% da receita total do Estado. O petróleo significa cerca de 40% do PIB.

 

O setor agrário tem grandes investimentos do Estado, mas mesmo assim não é muito produtivo, apenas 2% do PIB. O país tem limitações para o seu desenvolvimento, devido às condições meteorológicas. O governo saudita incentiva investimentos no exterior e também aumentou o investimento em agricultura mais produtiva.

 

Setor secundário

 

O setor industrial é de 42% do PIB, onde predominam as atividades de extração de petróleo, representando 90% das exportações e 80% da receita do país.

 

Setor terciário

 

O setor de serviços, 56% do PIB, está dominado por os serviços financeiros, de seguros e bancários. O turismo também é uma grande fonte de receita, exclusivamente devido ao grande número de peregrinações a Meca.

SETORES COM OPORTUNIDADES NA ARÁBIA SAUDITA

Existem mercados que oferecem grandes oportunidades para exportar para a Arábia Saudita. Entre os mais destacados estão os setores relacionados a energia renovável, construção de infraestruturas, indústria petroquímica, construção de equipamentos sociais, hospitais, escolas e áreas de lazer, além de outros produtos como o de armamento e moda feminina.

PRINCIPAIS BARREIRAS AO COMÉRCIO

Ao exportar para a Arábia Saudita, deve-se ter em mente que há algumas limitações em alguns mercados:

A importação de bebidas alcoólicas, assim como produtos suínos e seus derivados, é proibida por motivos religiosos.

A importação de antiguidades e amianto, bem como metais preciosos e jóias, peles, armas de fogo ou amostras de terreno também é proibida.

Área de descargas

Descarregue mais informação e conselhos sobre como exportar para a Arábia Saudita.

Se necessita de mais informação, contacte um especialista da DHL para obter ajuda personalizada.