José António Reis é o novo Diretor Geral da DHL Express Portugal

 

José António Reis assumiu, no dia 1 de março, a liderança executiva da DHL Express Portugal.
 

Com experiência profissional anterior na área da análise financeira, o gestor de empresas, de 49 anos, integrou os quadros da DHL em 1996. O seu percurso na empresa iniciou-se no departamento Financeiro, assumiu posteriormente a direção de Business Development e, nos últimos cinco anos, esteve à frente do departamento de Customer Service. Este ano assumiu a liderança de todo o negócio expresso internacional e a responsabilidade de consolidação da estratégia de crescimento definida para Portugal.
 

José António Reis refere “é um enorme orgulho assumir a liderança da DHL Express, num momento de adaptação aos desafios da digitalização e ao exponencial crescimento do e-commerce. Antecipar as necessidades dos nossos clientes neste contexto é um desafio assumido diariamente por uma equipa especializada e empenhada que tenho agora a honra de liderar”.
 

Assumiu a direção-geral da DHL Express em Portugal a 1 de março, o que significa assumiu a liderança de todo o negócio expresso internacional. Que empresa encontrou quando tomou posse?
 

Assumi a Direção Geral da DHL Express em março deste ano mas faço parte da empresa desde 1996, pelo que tenho acompanhado a estratégia de crescimento e desenvolvimento da empresa nos últimos 22 anos. Em março assumi a direção de uma empresa líder de mercado no setor do transporte expresso internacional, que tem as pessoas, os parceiros e a infraestrutura certas para aconselhar e ajudar os nossos clientes a chegarem aos seus mercados em todo o Mundo da forma mais tranquila, rápida e segura.
 

Que ensinamentos traz para esta divisão das suas experiências profissionais quer dentro da DHL quer fora do grupo?
 

Conhecimento da empresa, do negócio e do setor, assim como um estilo de liderança focada na proximidade, no contacto direto e permanente com as pessoas, onde todos são incentivados a participar com novas ideias e sugestões, e reconhecidos pelo seu trabalho e participação.
 

Que objetivos estratégicos foram definidos para o seu mandato?
 

Ao assumir a Direção Geral da DHL Express assumi a responsabilidade de consolidação da estratégia de crescimento definida para Portugal. Queremos que a DHL Express Portugal continue a manter-se no topo dos melhores empregadores do mundo e isso implica o contínuo investimento na especialização e desenvolvimento dos nossos Membros, parte essencial para o sucesso da nossa atividade. De igual forma, pretendemos consolidar o nosso crescimento e a nossa liderança de mercado e para isso vamos continuar a apostar nas novas tecnologias, novos equipamentos e infraestruturas para acompanhar a evolução do mercado, o crescimento e as necessidades das empresas portuguesas nos seus processos de internacionalização.
 

Que balanço faz do negócio expresso internacional em Portugal? Onde estão as oportunidades de crescimento?
 

É sem dúvida um negócio em constante crescimento e transformação, o que nos exige grande agilidade, flexibilidade e investimento em inovação que permitam antecipar as necessidades dos Clientes e a evolução do mercado. No nosso setor há claramente uma oportunidade de crescimento no negócio e-commerce, onde se regista um forte crescimento, tanto na exportação como na importação, de vendas e compras que se efetuam através da internet.
 

Quais as principais tendências no transporte expresso internacional?
 

As principais tendências estão relacionadas com a adaptação aos desafios da digitalização e o exponencial do crescimento do e-commerce.
 

Como prevê que evolua a logística nos próximos anos com a intensificação da revolução digital que está a afetar praticamente todas as indústrias?
 

Será certamente uma logística apoiada nas tecnologias mais avançadas, seguras e flexíveis que permitam respostas rápidas e adaptáveis às necessidades diferentes de cada Cliente, em qualquer parte do Mundo.
 

E o ecommerce como prevê que evolua em Portugal nos próximos anos? Acredita que a chegada da Amazon a Portugal, como indicam algumas notícias na imprensa, vai revolucionar este mercado?
 

O e-commerce está em franco crescimento em Portugal e as empresas que souberem tirar partido disso têm aqui muitas oportunidades para explorar e fazer crescer os seus negócios por esta via. Cada empresa está a fazer o seu caminho nessa área, umas mais depressa do que outras. Na DHL, o negócio e-commerce já não é uma novidade porque antecipamos desde cedo esta nova abordagem ao mercado e todas as adaptações necessárias que nos permitem hoje estar numa posição de liderança de mercado, quer em termos de know-how e experiência quer em termos de tecnologias e serviços que podem ajudar as empresas portuguesas a ser bem-sucedidas além-fronteiras. Conhecemos os mercados, a legislação aplicável e os trâmites aduaneiros que nos permitem ser um facilitador do comércio internacional e ajudar assim as empresas a crescer.
 

Qual a posição da DHL Express em Portugal? Como espera que evolua?
 

A DHL está presente em mais de 220 países e territórios e em qualquer um dos países onde opera tem de assegurar aos Clientes o mesmo nível de excelência do serviço. Para o efeito, tal como acontece noutros países vamos continuar a investir, em Portugal, no desenvolvimento de competências internas, em novos edifícios e infraestruturas de IT, equipamento operacional, entre outros.
 

Qual a faturação da DHL Express em Portugal?
 

Em 2017 superamos os nossos objetivos e registámos um crescimento na ordem dos 23%.
 

Quantos trabalhadores emprega o grupo no País?
 

Na unidade de negócio DHL Express temos uma equipa de 500 especialistas.
 

 



Se necessita de mais informação, contacte um especialista da DHL para obter ajuda personalizada.